BALI: Tudo o que você precisa saber antes de ir, principais dicas, informações e curiosidades


Long Beach - Komodo

Olá amores!


Esse é um post difícil de escrever pois a Indonésia foi um dos países mais surpreendentes que eu já conheci! Não tem como resumir em palavras a energia desse lugar, principalmente Bali. Pra quem não sabe a Indonésia é um país localizado entre o Sudeste Asiático e a Austrália, considerado o maior arquipélago do mundo (constituído por 17.508 ilhas).


Bali é uma dessas milhares de ilhas, e certamente a mais famosa pelos turistas por causa do livro/filme "Comer, rezar e amar". Mas por incrível que pareça não foi o filme que me inspirou a fazer essa viagem, e sim uma vontade interna de ir para o outro lado do mundo e conhecer um lugar mais "espiritualizado".


Antes de ir fiz uma pesquisa imensa de lugares e dicas, e por ser um lugar menos clichê e divulgado, resolvi compartilhar essa experiência que mudou (e continua mudando) a minha vida com vocês.


Tegallalang Rice Field - Ubud

ANTES DE TUDO


Antes de comprar a passagem e reservar suas férias, verifique a época das monções (época de chuvas muito intensas que provocam alagamentos e tufões na Ásia). Pela minha pesquisa a parte crítica de chuvas na Indonésia ocorre do fim de Outubro até o começo de Março. Por isso nossa viagem foi de 20/09 a 07/10 (vôo Miami - Doha - Denpassar)


INFORMAÇÕES BÁSICAS


Moeda: Rupia

Clima: Quente e humido

Voltagem: 220vw - tomada redonda grossa

Religião: Indonésia - Maior parte Islamismo / Bali - Hinduísmo

Língua: Indonésio (porém em Bali e em locais turísticos falam inglês)


DICAS IMPORTANTES

ANTES DA VIAGEM


Fuso e Jet Lag - Já que moro em Miami, a diferença do fuso é de exatamente 12h. Mas por incrível que pareça nós não sofremos com o Jet Lag. Nos hidratamos muito (antes e durante o vôo), regulamos o momento de dormir no vôo já com o horário de Bali, e também tomamos melatonina (um dos hormônios do sono que geralmente não produzimos durante o dia, então nos ajudou a regular nos primeiros 3 dias).


Imunidade - Já que viajar facilmente abaixa nossa imunidade, antes da viagem priorizamos cuidar da alimentação e suplementar com vitamina C por uma semana antes.


Dinheiro - Poucos locais lá aceitam cartão de crédito, apenas restaurantes, lojas e hotéis. Nós levamos Euros para trocar lá, mas pode ser Dólares também. Trocamos uma parte assim que chegamos no aeroporto, mas em Bali tem casas de câmbio com valores melhores.


Medicamentos - Existe uma bactéria na água e facilmente muitas pessoas adoecem vomitando e com diarréia, por isso sugiro levar medicamentos para esses dois sintomas. Meu marido teve em um dos dias da viagem, ficou com um pouco de febre mas logo passou. Lá tem farmácia com medicamentos sim, mas sugiro levar os que você já conhece. Se você enjoa também recomendo levar dramin ou outro para nausea, já que é necessário barco para acessar outros lugares fora de Bali. Dica: eu além do dramin levei pulseirinhas anti enjoo que me ajudaram muito.


O que levar na mala - Roupas frescas e leves! Lá é bem quente e as pessoas se vestem de maneira bem simples. Para entrar nos tempos é necessário estar com os joelhos cobertos, mas você pode ir de shorts pois antes de entrar eles te emprestam o Sarong (como se fosse uma saia). Protetor solar e repelente são super necessários! No pé eu só usei havaiana e em algumas situações para caminhada tênis, literalmente nem tirei minha rasteirinha mais arrumadinha da mala, ou seja, nem pense em levar salto ou sapato, mesmo em "festas" o pessoal vai de chinelo. Sugiro levar roupas de Yoga se você pratica, pois lá você encontra diversos estúdios. Dica: vá com espaço na mala ou traga uma nova de lá, pois provavelmente você comprará algum artesanato, ou vários hahaha.


ATENÇÃO: O uso e transporte de drogas é absolutamente ilegal, se você for pego traficando é pena de morte na Indonésia, então se você consome algum tipo de droga nem pense em fazer isso lá.


Broken Beach - Nusa Lembongan

DURANTE

Comida local - Bali é o paraíso para veganos e vegetarianos, pois em todo local há opções muito saborosas! E pra quem não é, os pratos tradicionais são geralmente feitos com frutos do mar, pato, frango e porco. Eles também comem bastante arroz! Então por mais que o seu paladar seja mais restritivo fique tranquilo, pois a comida não é nada estranha. Lá é muito famoso pelo coco, então não esqueça de provar o delicioso sorvete de coco balinês! Cuidado com comidas na rua, pois é muito fácil ficar com piriri hahaha, também só consuma água lacrada por causa da bactéria que mencionei antes.


Restaurantes que mais gostamos:


- Timo Bottega Italiana (Seminyak)

- Bukit Café (Uluwatu)

- Les Pirates (Flores)

- Sandy Beach Club (Nusa Lembongan

- Tukies Coconut Shop (Ubud)

- Clear Café (Ubud)

- Mudra (Ubud)

- Uno Italian (Ubud)

- Kismet (Ubud)

- Locavore (Ubud) DICA: Reservar com bastante antecedência


Nasi Goreng - Prato típico balinês

Religião - Se você for para outros lugares da Indonésia fique atento(a) pois muitas ilhas são Islamicas. Já em Bali a grande maioria é Hindu e bem tranquila quanto vestimentas e atitudes. Eles acreditam em um Deus como uma energia cósmica mais elevada, e também em outras entidades como Ganesha. Também acreditam em reencarnação e no poder do "karma", tornando a espiritualidade predominante nas atitudes do dia a dia. Diariamente os balineses fazem uma oferenda para o seu Deus (alguns a fazem 3x ao dia), agradecendo pelo o que tem e pedindo proteção e saúde. Essa oferenda é chamada de "canang sari" e é deixada por todos os lugares: lojas, casas, templos, ruas, carros... Evite pisar em uma delas, mas caso pise sem querer não tem problema (afinal estão por toda a parte).


Lord Ganesh

Acomodação - Existem acomodações muito bem localizadas e muito baratas (US$15/diária por casal com café da manhã) e também resorts caríssimos. Na maior parte da viagem ficamos em hotéis bem baratinhos, e nos últimos 3 dias pegamos um hotel melhor para descansar antes de voltar pra casa. Em alguns dos hotéis que ficamos (guest houses), eles eram localizados dentro de vilas dos próprios moradores de lá, pois os balineses vivem em comunidade, onde no mesmo local há uma cozinha e um templo, e dormitórios separados para todos os integrantes daquela famíla.


Hotéis que nos hospededamos:


- The Sintesa Jimbaran Bali (Uluwatu) ★★★★

- Dimel Tebu Villa (Nusa Lembongan) ★★

- Nyaman Guest House (Sanur) ★★★★

- Yuni's House (Ubud) ★★★

- Putu Bali Villa (Seminyak) ★★★

- Bintang Flores (Labuan Bajo) ★★★★

- Rama House (Ubud) ★★★

- Element by Westin (Ubud) ★★★★


★★★★ Ótimo custo benefício | ★★★ Bom custo benefício | ★★ Ruim custo benefício


Element by Westin - Ubud

Pessoas - Os balineses são certamente o povo mais amável que já conheci, apesar da situação econômica do país não ser boa e a vida média ser precária, eles estão sempre sorrindo e agradecendo pela vida. Por viverem a espiritualidade em tudo o que fazem, sempre seguem o que for mais apropriado para a sua evolução. Certamente como em qualquer lugar do mundo, ha pessoas e pessoas, mas em sua grande maioria são amigáveis, amorosos e calorosos. Você notará que muitos nomes são repetidos como Putu, Koman e Ketut, mas na verdade esse não é o nome deles, e sim o número do filho que nasceram na família, Putu se foi o primeiro, Ketut se for o quarto...


Crianças balinesas

Locomoção - A cidade é enfestada de motos e lambretas por ser um meio de locomoção barato, já que não há transporte público disponível, e as ruas são cheias de subidas e decidas. É muito barato e comum alugar lambretas por lá, porém cuidado! O trânsito é bem caótico, mão inglesa e a qualidade das ruas não é das melhores. Muitos turistas acabam caindo e se ralando por não estarem acostumados, nós nunca havíamos andado então alugamos apenas nos últimos 2 dias ($5 a diária + $1 para encher o tanque) e no restante da viagem utilizamos taxi (que também é barato). Uber e outros aplicativos são proibidos, então sugiro ficar sempre hospedado em uma localização boa, e para ir em locais mais distantes optar por taxi/lambreta. Lembrando que os valores de taxi sempre podem ser negociados!


Indicação de taxistas que usei em Bali:


- Koman: +62 812-4605-8680

- Koman: +62 813-3773-0406

- Ketut: +62 818-0569-6595 (entende um pouco Português)


Déniél abastecendo sua motoca

Segurança - Me senti absurdamente segura! A taxa de criminalidade em Bali é baixíssima, pois já que acreditam em reencarnação e em karma, sabem que qualquer atitude negativa gerará consequências para sua evolução espiritual. É claro que em como qualquer lugar no mundo você deve ficar atento, mas fique tranquilo para usar o celular ou andar a noite pela cidade.


Atuh Beach - Nusa Penida

Compras - O melhor local para fazer compras em Bali é certamente Ubud. No centro da cidade tem o mercado central onde você encontra artesanatos, roupas, acessórios e as tão famosas bolsinhas balinesas. Dica: eles já estão acostumados com turistas então põe o preço mais alto, mas no mercado sempre pechinche! A maioria das coisas que comprei saiu pela metade do primeiro valor oferecido. E também sugiro que vá no mercado pela manhã por ser mais vazio e pelos preços serem melhores. Dica: na hora de comprar a bolsa balinesa cuidado com o material, algumas são feitas de plástico e vendidas como se fossem de palha.


Wood carving - Ubud

Templos - Certamente você conhecerá alguns templos, as regras principais ao entrar em um são: estar sempre com a perna coberta, lembrando que você pode ir com algo mais curto e na hora de entrar no templo pegar emprestado um sarong (sempre terão mulheres te vendendo na porta, mas lembre-se que não precisa comprar, o ticket para o templo já inclui o sarong). Mulheres não podem entrar menstruadas, e o principal que nem preciso dizer: respeito.


Gunung Kawi Temple - Ubud

Healing/Curas - Bali é muito conhecida por sua espiritualidade, trabalhos de cura e retiros. Só de estar lá eu te garanto que é uma cura gigantesca! Mas se você está passando por um momento difícil, esta perdido ou com uma doença, eu super recomendo fazer uma viagem para esse paraíso. Eu e meu marido nos consultamos com um Healer (curandeiro) balinês, e posso afirmar que foi uma das experiências mais incríveis da viagem. Graças a Deus não estamos passando por nenhum desafio, mas eu sempre tive muito interesse em vivenciar a espiritualidade deles na prática. Além disso existem diversos lugares que realizam retiros de yoga, emagrecimento, meditação... Ou seja, opções não faltam quando o assunto é desenvolvimento pessoal.


Local do Healing: Ubad Ubud (+62 813-3776-9264)

Healer: Made Lunas


Tirta Empul Temple - Ubud

Massagens - A massagem balinesa além de muito famosa e muito barata, é muito maravilhosa! Então não deixe de experimentar quando estiver por lá. Geralmente a massagem é forte e intensa, então avise sua terapeuta o estilo de força que você gosta. Já que é algo muito comum pelas ruas de Bali, te sugiro ir em um local que você se sinta confortável, afinal a troca de energia durante uma massagem é muito grande!



Cachoeiras - Certamente uma das coisas que mais amei fazer! Visitamos somente duas no norte da ilha (Banyumala Twin e Sekumpul Waterfalls), porém foi mais do que o suficiente para energizar nossa viagem e finalizá-la com chave de ouro. O acesso não é muito simples. Já que estávamos hospedados em Ubud, fechamos um taxista para todo o dia e ele nos levou de carro até lá (cerca de 2h de distância). Chegando lá o acesso é bem complicado, afinal é um paraíso intocado. Recomendo que leve repelente, roupa de banho, toalha, comida, água e tênis! Para entrar em todas as cachoeiras é preciso pagar um fee, mas só pague ao entrar na cachoeira, pois no caminho tem algumas pessoas que param o veículo para cobrar um ingresso que não existe. Em algumas delas você pode contratar guias para as trilhas até elas, nós não pegamos, mas na volta da Sekumpul alugamos um moto taxi para voltar para até o carro, pois eram cerca de 40 min de decida na ida, então imagina a volta hahaha.


Sekumpul Waterfalls - North Bali

Komodo e Flores - Além de Bali nos programamos para conhecer o arquipélago de Komodo Islands. A região é muito conhecida pelos dragões de komodo, mas te garanto que é muuuito mais do que isso. Se você tiver a oportunidade e tempo vá! Pois foi um dos momentos mais mágicos que tivemos e um dos lugares mais lindos que já visitamos no mundo. Primeiramente pegamos um vôo de Denpassar > Flores pela companhia NAAM. As companhias lá são bem precárias e os vôos geralmente atrasam, então já vá com uma paciência extra rs. Chegamos lá fim de tarde, passamos a noite e de manhã já saimos de barco com a empresa Captain Komodo.


Existem muitas empresas que fazem o passeio de barco pelas ilhas (cuidado pois algumas muito baratas possuem barcos MUITO precários), essa eu encontrei no Trip Advisor e recomendo muito! O dono da empresa, Sebastian nos recebeu com seu time de 5 marinheiros, o barco era só para nós, sempre limpo e impecável, comida maravilhosa (até para mim quem sou vegetariana), todos atenciosos e super prestativos! Eu diria que foi muita sorte ter encontrado eles, mas já que não acredito nela, posso dizer que foi o destino mesmo. Fizemos o passeio de 3 dias e 2 noites em alto mar, onde cada dia visitamos locais diferentes como a Ilha de Komodo, Pink Beach, Padar, Manta Point... E além da vista de tirar o fôlego, tivemos a incrível oportunidade de nadar com arraia manta, tartarugas, corais, e presenciar outros animais selvagens como veados, bufálos e morcegos (eu sei, parece assustador, mas tem uma ilha com a "chuva de morcegos" que saem para caçar a noite, e foi uma das coisas mais lindas que já vi, e olha que sou medrosa rs).


Komodo realmente nos surpreendeu! A cor da água é indescritível e a vista do sol de tirar o fôlego! O tempo que escolhemos foi ideal, e demos sorte de não enjoar. Pegamos bons dias de clima e maré, sem falar que o capitão sempre ancorava em locais estratégicos. Foi um lugar que sentimos Deus em todas as partes e sempre ficará na nossa memória! As fotos abaixo são só de lá...


Captain Komodo (Sebastian) - contact@captainkomodo.com / +(62) 813 387 157 46



Roteiro - Deixamos parte do roteiro agendado e outra livre para decidirmos o que faríamos depois de sentir a energia da ilha. Eu te sugiro se programar ou pelo menos se situar antes de ir, pois a logística dentro da ilha é muito importante para que você não perca tempo indo de um lado para o outro, e acabar passando tempo demais em regiões que não combinam com seu estilo de viagem.


Eu compartilhei o meu roteiro completo de 18 dias em Bali e outras regiões da Indonésia, nesse post aqui.


Espero que esse resumo do paraíso te inspire e auxilie nessa viagem transformadora!


Suksma (obrigado em balinês),


Gabi e Dani


  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • Pinterest - Grey Circle